Login




Home
Vós correis com Cristo para serdes correis com Ele PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
Sáb, 02 de Janeiro de 2010 13:01

 

O título acima deste artigo parece estranho, mas de acordo com a nova reforma ortográfica da língua portuguesa – que vigora no Brasil desde janeiro de 2009 – está correto. Se formos fiéis em cumprir a vontade de Deus- seguindo e correndo atrás do Senhor para amá-Lo e fazer Sua vontade – seremos correis com Ele, ou seja, reinaremos com Ele no reino milenar (Ap 20:4).

Portanto não se deve mais escrever “co-reis” e sim “correis”, por mais estranho que seja. Antes da aludida reforma, a igreja era a “assembléia dos que foram chamados para fora”. Hoje, é “assembleia” (não tem mais o acento). Somos, na igreja, coparticipantes da natureza divina (2ª Pe 1:4), e não mais “co-participantes”. Ora, essa promessa foi concedida aos que creem, mediante a fé em Cristo Jesus (Gl 3:22), não sendo mais correto escrever “crêem”. Após crer, não podemos mais seguir pelo caminho da autossuficiência que os judeus, da Judeia, tomaram (Rm 9-11), não sendo mais correto escrever “auto-suficiência”, tampouco “Judéia”.

Esses são apenas alguns exemplos tirados da Bíblia do que mudou na ortografia da língua portuguesa. Ocorre que já se passou quase um ano que essa reforma entrou em vigor no Brasil e a maioria dos brasileiros insiste em escrever da maneira antiga (e, desde janeiro de 2009, equivocada). Por que razão? Certamente por força da tradição, dos velhos costumes. Ora, todos nós fomos ensinados a escrever de determinada maneira há décadas, eis que uma mudança de ortografia não é fácil de ser digerida pelo povo. Percebe-se que mudar uma tradição, um forte costume de um povo, não é tarefa fácil.

Qual é, pois, a melhor maneira de se adaptar à nova ortografia? É ler e reler, inúmeras vezes, as novidades. Em outras palavras, é necessário “ruminá-las”, “mastigá-las” bastante, para que os velhos conceitos saiam de nossa cabeça dando lugar aos novos.

Interessante que, espiritualmente, acontece a mesma coisa. Muitos cristãos acomodam-se a ficam presos a um viver tradicional, apegando-se ao que o Senhor fez no passado ou satisfazendo-se com o que já aprenderam de conhecimento bíblico. Dessa maneira, não conseguem ouvir o falar presente do Senhor, e, por conseguinte, não conseguem mais receber novas revelações da Palavra.

Todavia, é importante perceber que mesmo as boas coisas espirituais que tenhamos recebido no passado devem ser submetidas à nova luz do Senhor no presente. Talvez, anos ou décadas atrás, determinado livro ou versículo da Bíblia nos tenham sido abertos pelo Senhor sob certo ângulo mas, agora, podemos vê-los sob outro ângulo. Tudo depende da direção do Espírito Santo para a igreja naquele momento.

Não queremos passar pela mesma experiência do apóstolo Pedro em Atos 10, que, para defender a milenar tradição judaica de não comer certos tipos de animais, resistiu fortemente por três vezes à ordem do dada pelo Senhor para comê-los.

Que o Senhor nos livre de qualquer costume ou tradição em nosso viver cristão que nos tenha impedido de ouvir e obedecer à voz do Senhor! Para tanto, é preciso que oremos, leiamos, leiamos-oremos, ouçamos, ouçamos-oremos, ruminemos, meditemos e consideremos a palavra atual do Senhor, a ponto de que ela, que era exterior a nós, se torne subjetiva, parte integrante de nosso encargo pessoal.

 

(Extraido do Jornal Árvore da Vida, nro 205)

 

Última atualização em Qua, 30 de Março de 2011 22:13
 

Joomla!. XHTML and CSS.